Teatro Rival Refit nos tempos das lives

Vidas de artistas também importam - programação da semana 16 a 18 de junho.


As lives musicais são o grande sucesso destes tempos de quarentena. Mas as de bate-papo também estão rendendo muito assunto. Enquanto não pode reabrir as portas para os shows que enriquecem a vida cultural carioca, o Teatro Rival Refit vem apostando nesse tipo de interação. Se os artistas costumam se sentir em casa quando se apresentam no teatro, o clima de intimidade e cumplicidade entre eles e público – no caso, seguidores – repete-se nas lives que acontecem de terça a quinta-feira, sempre às 16h, no Instagram.

Chico César e Zeca Baleiro entremearam canções novas e histórias deliciosas da época de dureza, quando dividiam um apê em São Paulo e compravam fiado na padaria Ceará. Carlinhos de Jesus revelou que era briguento na juventude e contou como foi superar a Covid-19. Xande de Pilares confessou que fugia de casa, escondido da mãe, para ir para o samba. Leila Pinheiro e Olivia Hime encantaram com suas lembranças em comum e assumiram o compromisso de trabalharem juntas – Olivia produzindo um álbum de Leila. Teve até live-bafão com a drag queen Silvetty Montilla diretamente da casa da inesquecível Hebe Camargo, com a presença do filho dela, Marcelo Capuano.

Já o cantor e ator André Frateschi, que vinha fazendo parte dos shows da Legião Urbana no lugar de Renato Russo, recordou que, em um dos shows da banda, levou flores para o vocalista e entregou para ele no palco. Renato, performático, passou as flores em sua própria genitália. André, que ainda era muito novinho, interpretou a atitude como se o ídolo não tivesse gostado, o que a mãe – sim, ele era tão novinho que foi ao show com a mãe, a atriz Denise Del Vecchio – rebateu prontamente: “Aprende, meu filho, Isso é arte. É arte!”.

Na live com Marcos Salles, Carlinhos de Jesus lembrou dos tempos de criança em Cavalcanti, quando ia caçar rã no pântano da quadra da Em Cima da Hora e de fatos da honestidade de seu pai, homem muito considerado na região, Seu Amarante. E falou também de sua recuperação da Covid, quando foi para o hospital sem privilégio e só depois é que descobriram que era o Carlinhos de Jesus.
Na live da última terça-feira, dia 9, Arlindinho fez várias revelações: falou que batizou o filho, agora com 10 meses, com o nome de Antônio Candeia em homenagem ao saudoso compositor portelense; contou que o pai já começou a pronunciar as primeiras palavras depois do AVC sofrido em 2017; e apresentou um samba inédito – “Vidas negras importam” –, falando de racismo e que Mumuzinho já avisou que quer gravar.

É essa aproximação entre artista e público que vem encantando os mais de 45 mil seguidores do Teatro Rival Refit no Instagram. Em momento de isolamento social, nada melhor do que compartilhar história, compartilhar vida.

AGENDA DA SEMANA

Dia 16 de Junho (terça-feira), 16h.
Teatro Rival Refit Samba.
O Produtor Cultural Marcos Salles convida a cantora Cassiana Pérola Negra, filha da inesquecível Jovelina.
Instagram @teatro.rival.refit

Dia 17 de junho (quarta-feira), 16h.
Divinas Teatro Rival Refit.
Eduardo Araúju convida a purpurinada Suzy Brasil.
Instagram @teatro.rival.refit

Dia 18 de junho (quinta-feira), 16h.
Bate-papo Teatro Rival Refit.
Fafá de Belém e Angela Leal, diretora do Teatro Rival Refit.
Instagram @teatro.rival.refit

Todas as lives rolam às quatro da tarde. // Teatro Rival Refit, 86 anos de resistência cultural.

Texto: Sheila Gomes.
Foto: Divulgação.

----------------------------------------------------------------

Atualização: 06/07/2020

-----------------------------------------------------------------
dozotro.com.br | #dozotro
Facebook/dozotro
Instragram: @dozotro
Twitter: @dozotro