Marketing e odontologia no Brasil

O crescimento do marketing em odontologia no Brasil


"O Paciente, ganha, cada vez mais, status de cliente e as regras de mercado passam a dar as diretrizes deste segmento tão produtivo e tão importante da economia".Prof. José Roberto de Paiva Monteiro
Talvez você ainda não tenha percebido, mas, neste novo contexto, onde a competitividade e a globalização imperam nas relações de consumo, as empresas e profissionais de saúde estão tendo que se adaptar aos novos tempos. É uma nova era, onde mudanças estruturais são cada vez mais observadas no mercado da saúde. Nota-se um grande aumento da competitividade e da busca por uma gestão cada vez mais profissional.

Com a globalização da economia e a competitividade, a cada dia mais presente no mercado de trabalho em Odontologia, os Cirurgiões-Dentistas estão passando por um processo marcante de transformação em seus ideais e métodos profissionais, nele incluída a imprescindível necessidade de permanente evolução.

Recentemente, o site do Conselho Federal de Odontologia atualizou o número de dentistas inscritos no Brasil. O Brasil possui quase 300.000 Cirurgiões-Dentistas. Este número corresponde a mais de 20% do total de dentistas do mundo. Diante deste cenário, em franca expansão e crescente competitividade, muitos Cirurgiões-Dentistas estão começando a perceber a importância fundamental de fazer um Planejamento Estratégico de Marketing, sólido, eficiente e eficaz, para prospecção e captação de pacientes, fortalecimento da sua marca institucional e a divulgação de diferenciais competitivos e valores agregados que possibilitem que estes profissionais se diferenciem neste segmento de marcado tão importante e rentável.

Com o mercado odontológico cada vez mais saturado e voraz, os Cirurgiões-Dentistas de todo o Brasil precisam, cada vez mais, entender de assuntos que não estão relacionados à prática clínica na clínica odontológica, mas, que também estão relacionados com a gestão e administração, como é o caso do marketing em odontologia.

Neste contexto, diversas perspectivas da gestão de negócio passam a participar do dia-a-dia das empresas do setor. Mesmo com tantas mudanças é comum ouvirmos no mercado a seguinte afirmação; “nós sempre fizemos as coisas desta forma e sempre deu certo”. Uma boa resposta a esta questão é outra frase que cada vez mais se aplica a dinâmica dos negócios da saúde:

"O Paciente ganha, cada vez mais, status de cliente e as regras de mercado passam a dar as diretrizes deste segmento tão produtivo e tão importante da economia", relata o Prof. José Roberto de Paiva Monteiro, que é considerado a maior autoridade do Brasil em Marketing em Odontologia e em Gestão de Atendimento na Área de Saúde.

Durante muitos anos se associou o Marketing a “algo” não aplicável ao mercado de saúde, associou-o, de forma equivocada, ao Marketing ações que levavam o consumidor ao erro. O Conceito correto de Marketing é bem mais completo, ético e aplicável ao mercado da saúde que estas antigas referências.

Segundo Peter Drucker, Marketing é uma forma de pensar um negócio na perspectiva de seus clientes, ou seja, pensar, definir, criar e administrar uma empresa tendo como referência fundamental as necessidades de clientes potenciais. Um antigo ditado popular já dizia que o cliente compra um produto ou um serviço pelas razões dele e não pelas nossas.

A partir destes conceitos fica claro que fazer Marketing é pensar, a partir de um grupo de clientes potencial, um produto ou serviço, vendido por um determinado preço, distribuído de uma determinada forma e comunicado ao seu mercado.

As pesquisas relatam que montar o seu próprio consultório é o grande sonho de mais de 90% dos Estudantes de Odontologia em todo o Brasil.

O problema está na execução deste sonho. A enorme maioria segue o mesmo roteiro: convida um amigo da faculdade para ser sócio, escolhe o local adequado, investe em equipamentos, instrumentos, regulamentação, decoração, contrata uma secretária e avisa para os amigos e familiares quando irá inaugurar a tão sonhada clínica.

Até aí tudo normal. Mas, após algum tempo atendendo amigos e familiares vem a dura realidade. A clínica está com baixo volume de pacientes e mal está pagando as despesas. Como última alternativa para aumentar o fluxo de pacientes na clínica, os "novos empresários" acabam recorrendo aos convênios odontológicos, muitas vezes, sem muita pesquisa sobre os valores repassados por esses convênios pelos serviços prestados.

O problema todo está em negligenciar um dos processos-chave de toda clínica odontológica de sucesso: atrair pacientes.

Sem um sólido Planejamento Estratégico de Marketing em Odontologia, fica muito difícil alguém, além dos amigos, familiares e pessoas que passam na porta saberem que a clínica existe. Esses últimos, ainda poderão ter receio de se tratar com um profissional, que não conhecem e não sabem da sua competência profissional.

O Marketing em Odontologia deve ser, cada vez mais, adotado e aprendido pelos profissionais da moderna Odontologia para que possam continuar caminhando em busca da profissionalização deste setor tão importante e rentável para o país.

A Voz da Autoridade
“A Odontologia não é mais um portfólio de negócios, produtos e serviços e sim de competências, buscando não mais mercados atendidos e sim, horizontes de oportunidades".
Prof. José Roberto de Paiva Monteiro

Fonte: Doutor Atendimento
www.doutoratendimento.com.br

Fonte: Núcleo de Excelência em Odontologia
www.neodonto.com.br
-----------------------------------------------------------------
Redes Sociais:
Facebook: /dozotro
Instragram: @dozotro
Twitter: @dozotro

Marketing e odontologia no Brasil
Brasil

-----------------------------------------------------------------
dozotro@gmail.com | +55 21 980927333 | #dozotro
-----------------------------------------------------------------

Fotos: Divulgação
Fonte: Doutor Atendimento
Enviado por: Clilton Paz
Postagem: Equipe dozotro (BOSS)
Atualização: 28/06/2019
dozotro@gmail.com | +55 21 980927333
@dozotro (Facebook, Instagram, Twitter e Youtube)